Tecnologia e Negócios

Inovação na Indústria Automobilística atual: estamos prontos para o próximo século?

Desde que Karl Benz apresentou o primeiro automóvel em 1886 e Henry Ford instituiu a produção mundial em massa em 1914, os fabricantes têm trabalhado constantemente para melhorar os veículos motorizados e os processos que usamos para construí-los.As preocupações com segurança, as questões ambientais e as demandas dos consumidores por velocidade e conforto têm impulsionado os avanços que vão desde freios ABS e air bags até transmissões automáticas e suportes lombares. As demandas por volume, velocidade e custo também forçaram os fabricantes a desenvolverem mais o processo de produção. Hoje nós empregamos robótica, sistemas de produção otimizada e montagem celular, que racionalizam e aceleram as operações na área de produção. Embora a tecnologia tenha mudado ao longo do tempo, a meta de produção eficiente e de baixo custo se mantém constante.

Peças Inteligentes

Os elementos-chave da indústria automotiva atual envolvem muito mais do que porcas e parafusos. Os eletrônicos hoje estão fortemente integrados às peças que compõem os sistemas de motor, transmissão, chassis e freios de um veículo, criando um componente ainda mais complexo. Por exemplo: sensores e outras peças eletrônicas devem ser incorporados a componentes “comuns” como juntas de cabeçote e eixos, de forma que os dados sobre cargas das rodas, níveis de torque e condições térmicas possam ser reenviados para o veículo a fim de melhorar a segurança e a dirigibilidade. As inovações se apoiam nas muitas maneiras que as capacidades de alta tecnologia podem ser integradas às peças tradicionais e aos processos de produção. Isso é fundamental para melhorar não só os componentes e sistemas automotivos, mas também para agilizar as etapas envolvidas na sua fabricação. Questões InteligentesTransformar a mentalidade de produção com foco no produto físico em uma visão mais ampla de todo o sistema automotivo tem sido essencial para aproveitar as oportunidades de inovação.Os líderes do setor automotivo atual sabem que não é suficiente apenas entender como forjar, fabricar ou montar uma peça para atender especificações dos clientes. É preciso treinar a mão-de-obra para compreender completamente o valor de operação e as características de cada peça. Os funcionários precisam se perguntar constantemente quais parâmetros de funcionamento de cada peça podem melhorar o funcionamento geral dos veículos dos quais fazem parte. Em seguida, eles podem apresentar as melhorias aos clientes. É esse tipo de pensamento que está permitindo que os fabricantes visionários acompanhem o ritmo da evolução das necessidades dos Fabricantes de Equipamentos Originais (OEMs), dos consumidores e da indústria como um todo.

Pessoas Inteligentes

Então como o fabricante de hoje garante que sua força de trabalho mantenha a visão ampla necessária para a inovação?

Em primeiro lugar, a administração deve adotar os elementos-chave de inovação através da manutenção de um diálogo colaborativo com clientes, fornecedores e parceiros. As organizações devem compartilhar informações de negócios com toda a força de trabalho, além de incentivar os funcionários a apresentarem novas ideias e recompensá-los por assumir riscos calculados.

Em segundo lugar, os fabricantes de automóveis de hoje devem garantir que estão trazendo os melhores e mais brilhantes funcionários para fazer parte de suas equipes.

Muitas empresas ainda estão lutando para preencher as lacunas criadas quando uma enxurrada de experientes profissionais do setor automobilístico deixou a indústria durante as crises econômicas de 2007 a 2009. Convenientemente, os líderes do setor têm podido contar com a mesma tecnologia usada para melhorar seus processos de produção para atrair e manter funcionários com a experiência necessária .

O processo de recrutamento é particularmente fácil para as empresas que utilizam as mais recentes soluções de tecnologia de recursos empresariais (ERP). Quando os jovens de 20 e poucos anos de hoje veem que a tecnologia disponível para os empregos nas áreas de produção é elegante e intuitiva – nada parecida com os sistemas de “tela verde” com que seus pais tiveram de trabalhar – eles se sentem em casa.

Criada com iPhones, iPads e mídias sociais, os novos funcionários das áreas de produção já sabem como a tecnologia lhes permite acessar e utilizar a informação em tempo real em suas vidas pessoais. E agora, mais de um século depois do início das linhas de montagem, a força de trabalho em evolução está pronta para usar as ferramentas de sua geração para impulsionar a inovação na indústria do próximo século.

Os comentários estão desativados.